Arquivo

Archive for the ‘Sinapses’ Category

Complexidade do cérebro

Aqui escrevo um parágrafo tirado do livro: “O Cérebro – um guia para o usuário” de Dr. John J. Ratey.

“Cada um de nossas centenas de bilhões de neurônios pode ter qualquer quantidade entre 1 e 10.000 conexões sinápticas com outros neurônios. Isso significa que o número teórico de diferentes padrões de conexões possíveis num único cérebro é de cerca de 40.000.000.000.000.000 – 40 quatrilhões. É nos minísculos intervaloes ou fendas sinápticas, onde um sinal elétrico é brevemente transformado em químico para logo retornar à sua função excitatória elétrica, que as nossas drogas psicoativas, da aspirina ao Prozac, operam sua mágica. Se as mudanças em potenciais sinápticos (não apenas diferentes disposições das sinapses) são mecanismos primários subjacentes na capacidade do cérebro para representar o mundo, e se cada sinapse tem, digamos, dez potenciais distintos, então as diferentes configurações eletroquímicas num único cérebro chega a um número deveras impressionante: dez a trilhionésima potência. (…) Uma dimensão adicionada a essa complexidade é que o número de dez diferentes potenciais sinápticos constitui meramente uma conveniência: no ano em que são escritas estas linhas, é conhecida a existência de 53 diferentes neurotransmissores, as substâncias que conduzem a informação através das fendas sinápticas. A própria expressão número de potenciais é, muito provavelmente, uma descrição inexata do que está acontecendo. E, finalmente, o cérebro está mudando seus padrões conectivos a cada segundo de nossas vidas, em resposta a tudo o que percebemos, pensamos ou fazemos!”

O autor também relata que existem mais formas possíveis de conectar os neurônios do que átomos do universo!

Ufa! Depois de tanto pensar nesses números, fiquei pensando: será que o ser humano, após muitos e muitos anos de pesquisa, algum dia irá conhecer com exatidão como funciona o nosso sistema nervoso?

 

Se você gostou do que leu, compartilhe 😉

Anúncios