Archive

Archive for the ‘Coma’ Category

Conversando com pessoas em coma

Pesquisadores das universidades de Liege, na Bélgica, e Cambridge, na Inglaterra, conseguiram interagir com pacientes em estado vegetativo. Foram realizados testes com 54 pessoas em coma. Elas foram colocadas em máquinas de ressonância magnética, capazes de medir a atividade cerebral. De acordo com estudo publicado pelo New England Journal of Medicine, algumas delas conseguiram responder a pedidos feitos pelos médicos, imaginando situações que ativam diferentes partes do cérebro.

Dos pacientes envolvidos no estudo, 31 deles já haviam demonstrado sinais mínimos de consciência, como risadas. Os outros 23 estavam em estado vegetativo. Depois de colocados nas máquinas de ressonância magnética, os especialistas pediam para que os pacientes se imaginassem jogando tênis e andando por casas e bairros familiares. Cada tipo de pensamento provoca uma resposta cerebral diferente. Para a partida de tênis, a área responsável pelo movimento do corpo entra em ação. No caso do passeio por locais familiares, é ativada a parte que comanda a noção espacial.

Quatro conseguiram interagir com os médicos, imaginando os cenários pedidos. Um paciente específico, um homem de 22 anos em estado vegetativo identificado como Paciente 23, respondeu a questões simples, como “O nome do seu pai é Alexander?”. Das seis perguntas feitas, ele acertou cinco. Ele precisava imaginar o campo de tênis para “sim” e sua casa para “não”.

Apesar de serem poucos os pacientes que demonstraram atividade cerebral, o resultado mostra que a linha entre consciência e inconsciência é ainda mais tênue do que se supunha. Adrian M. Owen, um dos autores do estudo, estima que 40% dos diagnósticos sobre pacientes em estado vegetativo estão errados. “Existe uma minoria de pacientes com capacidades cognitivas muito além do que aparentam ser capazes”, afirma, em entrevista ao The Wall Street Journal.

O estudo pode abrir caminho para novos tratamentos de pacientes em coma. A pesquisa demonstra que pessoas em coma podam ainda ter consciência, perceber o que acontece à sua volta e responder a perguntas dos médicos. Owen diz que vai continuar com os estudos e espera, eventualmente, que os próprios pacientes em estado vegetativo participem de seu tratamento.

Vi aqui.

 

Se você gostou do que leu, compartilhe 😉